14 de dez de 2012

Amamentação



Meninas hoje o tema que vou abordar  é bem polêmico , e espero de verdade que vocês não interpretem mal.
Mas tenho certeza de que muitas mães que estão  lendo  esse post irão se identificar comigo, e claro que algumas vão ser muito contra e vão ficar até bravas com o que vou dizer.
Mas como aqui é o meu espaço, vou contar um pouquinho da minha experiência com a amamentação.
Vou começar falando da primeira experiência que foi a amamentação da Duda, onde eu desconhecia totalmente o assunto, só o que via era minhas irmãs e amigas amamentando seus filhos e nunca me aprofundava sobre o assunto.
Logo  que a Duda nasceu já a colocaram para mamar, ela parecia já estar com fome chorando e procurando de boca aberta meu seio para se saciar, a enfermeira a colocava para mamar e ela chorava pois não conseguia sugar,  logo de primeira foi esse sufoco, e assim se sucederam as fracassadas tentativas dela mamar , sempre resultando em um berreiro,  eu nem preciso falar que chorava junto. Cadê aquele momento mágico que as mães me descreviam??
Cadê aquele momento de ternura de comercial de tv??Para mim era só um momento de stress.....
Até que uma das enfermeiras teve uma brilhante ideia de trazer um bico de silicone para ver se ajudava na sucção,  deu uma bela ajudada, mas depois de 5 min que o fluxo diminuia lá vinha choradeira ..... No segundo dia de vida dela detectaram que ela estava com hipoglicemia por não estar mamando direito , então me avisaram que teríamos que entrar com o complemento de leite em pó, o que achei ótimo, estava desesperada por minha filha estar passando fome.
Os dias se passaram e a guerra das mamadas continuavam, manhã , tarde , noite e madrugada, isso mesmo  MADRUGADA,  acordava um caco , eu pelo menos com muita dor no corte da cesárea, sono absurdo e tentava fazer  ela mamar nem que fosse 5 minutos no meu peito,e ela já começava chorar, foi  então  que o pediatra dela pediu que eu usasse Ocitonina em spray, para burrifar no meu nariz antes de amamentar para o leite descer mais rápido e assim  ela não chorasse tanto até o leite vir, mas nada adiantava, os choros eram incessantes.
Como a mamada dela durava de 5 a 10 minutos, meu peito empedrava porque tinha muito leite e ela não mamava o suficiente, então fui parar no hospital 2 vezes, para tomar remédio para cessar a dor. Uma amiga sabendo do meu drama, me indicou uma enfermeira que vem em casa do projeto Leite Meu, para me auxiliar na amamentação, ensinar a Duda a mamar sem o bico de silicone, pois ela achava que era o grande problema dela se irritar por ter que fazer muita força para mamar, a enfermeira coloca o bebê em várias posições para que ele mame em diferentes lados e assim os ductos vão desentupindo, e  também fazem uma massagem, mas a Duda chorava como nunca tinha visto porque não pegava meu bico sem o o bico de silicone, e também porque já tinha acostumado a mamar na mamadeira, o que para ela era muito mais fácil,  e meu peito só foi desempedrar com a bomba elétrica, foi ai que comecei a sentir alívio.....
E se o importante era o leite do peito que segundo o pediatra dela , é o unico  leite que contém células vivas, lá estava ele , porque leite era o que não me faltava, a cada tirada na bomba , tirava 150 ml.
E assim foi até os 3 meses dela, foi então que meu leite começou a diminuir até secar....
Na gravidez dela engordei ao todo 18 kgs sendo que 10 kgs perdi no parto, os 8 restantes continuaram firme e fortes e ainda de lambuja ganhei mais 2 kgs, porque sentia uma fome absurda amamentando,  e só me perguntava, cadê aquele emagrecimento tão fácil e rápido que tanto ouvia o pessoal dizer???
Bom, chegou a vez do Antonio, dessa vez já estava esperta, assim que colocaram ele para mamar ele agiu exatamente igual a Duda, reclamou muito e não conseguia sugar, acho que por eu não ter bico, eles não conseguem, já logo pedi para enfermeira me trazer o bico de silicone, ela trouxe e ele conseguiu mamar , só que também não tinham me contado que menino, suga muito mais forte que menina, e de repente quando ele acaba de mamar , vejo escorrendo da boca dele sangue, vocês podem imaginar meu desespero???? Então olho pro meu peito e entendo toda a dor que eu sentia , e o porque  estava escorrendo sangue da boquinha dele, ele sugou tão forte mas tão forte que rachou e feriu meu bico do peito.....
Mas como desta vez estava mais experiente não deixei ele entrar em hipoglicemia e  já logo pedi para as enfermeiras complementarem  com leite em pó, para ficar segura que ele não passaria fome, já  que via que ele mamava pouco tempo e também logo se irritava e chorava.
Como dizem filho devia vir de trás pra frente, nascer primeiro o segundo para não sofrermos tanto....
 Já vim para casa com complemento  e tinha tanto  leite mas tanto leite que ele mamava 30 minutos no meu peito e depois por segurança ainda dava o meu leite que tirava na bomba como complemento.



Bom meninas vocês devem estar se perguntando o porque desse texto gigante.
O que eu quero com esse texto é como tudo que faço nesse blog, contar um pouco das minhas experiências e dar dicas de como lidar com essa situação,  porque muitas vezes só ouvimos o lado bom da amamentação, sendo que muitas mães sofrem muito com isso mas não tem orientação por não ser politicamente correto apontar os lados ruins do aleitamento materno.
Não quero que vocês pensem que sou contra amamentação,  no meu caso foi uma experiência difícil e quis dividir com vocês, assim como tudo que faço.
 Torço para que a experiência de amamentação de vocês  seja maravilhosa e gratificante, como nos comerciais de tv, porque não há alimento melhor para seu filho do que o leite materno. Mas caso não seja, não se desesperem, seu filho terá muita saúde também, porque com a graça de Deus a Duda hoje tem 1 ano e 4 meses e nunca tomou um antibiótico, foi ter a primeira febre e a primeira  gripe com 1 ano e 2 meses,  a minha afilhada com 40 dias mamando única e exclusivamente no peito pegou  gripe da irmã mais velha e teve que tomar antibiótico. Não se desespere se você não conseguir amamentar seu filho, ele  será muito saudável também....


Espero com esse texto ajudar muitas mães.
Xoxo
Renata


Esse é o bico de silicone  que usei, na minha opinião o melhor de todos que testei.
bomba que usei para tirar leite


163 comentários:

  1. Ana Lia12:48

    Rê, amamentar a minha filha tb foi um sofrimento. Ela chorava de um lado e eu do outro. Depois de 2 meses de sofrimento, parti para o leite em pó. Ela está com 1 ano e 4 meses, super bem e saudável.
    Acho que o importante é ter na cabeça que, se der para amamentar no peito, ótimo! É o sonho de toda mulher. Mas, se não der, não tem problema nenhum. Isso não nos faz "menos" mãe e graças aos leites artificiais, os bebês crescem suuuper saudáveis e fortes!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Lia, nem fale, melhor coisa que inventaram!!

      Excluir
  2. Renata, amamentar é algo natural, mas na maioria das vezes realmente não é nada fácil e o que vai fazer diferença nessa tarefa árdua é INFORMAÇÃO, infelizmente no pré natal as futuras mamães não são orientadas e nem preparadas p/ esse momento, entendo perfeitamente sua história, mas se ainda quiser reverter esse quadro, saiba que é possível, caso se interesse tem um grupo no facebook que ajuda as mães a amamentarem, tem milhares de mulheres como vc por lá pedindo ajuda https://www.facebook.com/groups/aleitamentomaternosolidario/

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz todo preparo do seio , esfregando buxa natural no bico e tomando sol, mas não adiantou, o bico rachou mesmo assim....

      Excluir
    2. Anônimo18:39

      Realmente... amamentar DEVERIA ser algo natural, ou seja, que a natureza deixasse o rumo dos acontecimentos acontecerem, mas, nem todo peito é igual, assim como nem toda mulher consegue ter parto-normal, ou o pior ainda: gerar um filho. As vezes, a natureza prega peças no curso de nossas vidas, no nosso corpo, inclusive na hora de amamentar.
      Bj e vc es†a com toda a razão. Pessoas: não julguem os outros, inclusive em relação a criação de nossos filhos!!!!!!

      Excluir
  3. É isso mesmo Re, nenhuma mãe é melhor ou pior mãe pelo tempo que amamentou. E nenhum bebê é mais saudavel que outro pois mamou mais tempo.
    Achei bacana voce contar o seu lado pois muita gente critica sem antes saber qual a real. E nenhuma mãe deixa de amamentar por quer. Nem sempre é possivel e isso nao muda em nada o amor que você dá! Parabens por abrir esse lado!
    Beijos para vc, e os lindos Duda e Antonio

    ResponderExcluir
  4. Ah que fofo seu depoimento... acho que estas certa, primeiro tb tem que pensar no bem estar dos bebês... vc tentou, tentou, e pelo bem das crianças resolveu complementar com o leite em pó! E claro que deve ter dado um alívio pra tí tb! Mas o mais legal é continuar tirando o leite com a bomba e dando na mamadeira tb... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade, pq também nao e facil ficar tirando leite na bomba, machuca,demora, etc...

      Excluir

  5. Não tens de te preocupar com os que as pessoas acham. Parabéns pela coragem, porque a maioria das pessoas só falam da parte boa da maternidade. Com elas foi tudo fácil, emagreceram rápido, amamentavam que era uma maravilha, o bebé só acordava para mamar. Tudo era perfeito! Há muita falta de sinceridade e muito pudor a falar deste assunto. Ser mãe deve ser fantástico mas não é tudo perfeito. Como tudo na vida!


    oneplustwoblog.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relamente ser mae é a melhor coisa que ja aconteceu em toda minha vida, mas nao e facil!!!!

      Excluir
    2. Anônimo14:35

      Boa tarde, estou passando pelo mesmo problema, minha Bebê nasceu prematura (7 meses) e tentei de tudo pra amamentar no peito, só frustração! E não é por isso, que vou deixar minha filha passar fome, e me preocupar com o blá blá blá de muitos que só sabem julgar...já sofri muito por esses dias, e quero o melhor pra minha filha, ainda bem que tem a opção do leite em pó! Obrigada por este espaço....
      cris.silva1972@globomail.com

      Excluir
  6. Rê, tive meu filho com 15 anos e sei exatamente o que você está falando! meu filho vai fazer 9 anos em janeiro, e quando ele nasceu o primeiro mês de vida se resumiu pra mim em dor e lágrimas. Ainda por cima me achava menos que as outras pessoas? Afinal todo mundo não conseguia amamentar e ser feliz? Só eu não? Meu seio rachou, empedrou e eu não tinha bico, tive o mesmo susto que vc, com meu filho tomando sangue, tentei pomadas e tudo o mais! Não deu certo, tive que complementar a alimentação dele, e meu leite eu tirava na bomba e dava na mamadeira, lembrando que no meu tempo não tinha bico de silicone! =(
    A minha sorte que meu leite só secou depois de um ano, mas como eu fui críticada por não amamentar, você nem imagina. Era como se eu fosse uma aberração por não dar conta de fazer uma coisa que a natureza projetou! Hoje meu filho é super saudável e feliz como os outros que só mamaram no peito!
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. adorei seu post e passei pelo mesmo drama!parece ate q estou lendo um relato meu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que nao somos unicas ne, veja qtas passaram por isso tb...

      Excluir
  8. Anônimo13:16

    Re que texto lindo e sincero!!!
    Estou gestante de primeira viagem, e como tal tenho muitas dúvidas, que nem sempre encontramos respostas em livros!
    Muita saúde e paz pra vc e pra sua família!
    Grade beijo
    Camila Chelse

    ps manda ums dicas de roupas de gestante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila tomara que com vc seja diferente, caso nao seja, é bom que vc ja vai saber como agir...

      Excluir
  9. Oi Re! Vc usou a concha para ajudar a formar o bico? Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, nao usei.....Mas uma amiga usou e nao resolveu, ela tee que usar o bico de silicone tb

      Excluir
  10. Estava aqui lendo o post e, justamente amamentando. Agora estou aqui digitando com a mão esquerda, rs, quem é mãe entende...
    Minha experiência com a amamentação também não foi perfeita. No meu caso, não tinha leite suficiente, meu filho passou fome, perdeu peso, até eu complementar as mamadas. No início também fiquei frustrada, mas depois entendi que nem tudo esta sob nosso controle.
    Muita saúde para você e o Antonio!! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, exatamente nem td esta sob nosso controle e para td tem um jeito, graças Deus

      Excluir
    2. Mta saude pro seu bebe tb

      Excluir
  11. Juliana Mezadri13:29

    Oi,Rê passei pelo mesmo problema,a Valentina está com 1 mês e mama no peito por 30 minutos e complemento com leite em pó Similac,sempre achei que seria fácil amamentar já que é natural,mas como vc mesma disse tem o lado ruim,mas graças a Deus tudo acaba dando certo.
    bjs
    Juliana Mezadri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente td acaba dando certo , e o bom e que eles irao ter saude independente do leite

      Excluir
  12. Olá Renata, nossa a sua experiência foi bem difícil, no meu caso foi muito fácil e gostoso amamentar os meus dois filhos tenho saudade daquela época, mas acho que nao devemos criticar quem nao consegue, amamentação e um processo que difere muito de mulher para mulher, tenho varias amigas que queriam muito mas nao conseguiram pq doía muito como no seu caso.o legal seria tentar combinar os dois peito (para o vinculo afetivo) e a mamadeira ( para saciedade).Bom boa sorte e parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata que bom q vc teve essa sorte!!!
      mto obrigada

      Excluir
  13. Oi Rê, te entendo super!
    No meu caso foi um pouquinho diferente, mas tb não tive o momento mágico da amamentação e nem achei que me frustaria e me sentiria um pouco culpada por não ter leite. Tentei por 40 dias e nada...acabei indo para o leite em pó mesmo, pq tentei de tudo, desde o spray até o remédiode boca!
    Mas acho muito bacana esse tipo de texto, pq ninguém te conta as coisas não tão legais da gravidez e nem o pós...não sei se é pq só nos interessamos em saber qdo estamos grávidas e daí já fica meio indelicado falar, rs!
    Eu não sabia da falta de sensibilidade da cicatriz da cesária, que era tão difícil amamentar, que seu pé pode crescéer e seus sapatos antigos não entrarem...ahhhh, socorro né!
    É muito bom saber que não somos ETS e que acontece com muita gente!!!!
    Um beijo enorme em todos ai!
    KK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahaahhaaaaahahha nossa nem fale perdi varios sapatos.....

      Excluir
  14. Anônimo13:50

    Que bom vc ter abordado tal assunto Rê, sei que vai ajudar muitas mamães por ai, queria eu ter tido a oportunidade de ler tal assunto qdo passei pela msm experiencia. Acho que existe muita pressâo em cima das mães, principalmente as de primeira viagem, em que tudo tem q ser perfeito, q amamentar é lindo, que agente tem q dar conta de tudo lindas e felizes. A sociedade cobra muito, e o que nao falta sao pessoas pra dar palpites errados. Acho que cada mãe sabe o que é melhor para seu filho, e ninguem além dela msm pode fazer tal escolha.Todas nós sabemos que amamentar é muito importante,mas na minha opinião passa longe de ser um conto de fadas, e o que realmente importa é que o bebê e a mamae estejam bem e felizes. Vc tem filhos lindos, parabéns!

    ResponderExcluir
  15. andrea13:54

    Renata, esse seu texto veio em uma ótima hora. Também estou com um bebê de 40 dias e a amamentação foi super dífícil. Também usei o bico de silicone e tive que dá complemento. Comprei a bombinha elética mas no meu caso só saia 20ml de leite. O meu também é menino e eles sugam muito forte, meus bicos pingavam sangue, não conseguia colocar nenhuma blusa de tanta dor. Infelizmente não estou mais amamentando, meu leite secou, chorei muito pois queria muito amamentar. Mas como vc mesma relatou, sua Duda é super saudável e tenho certeza que o meu Ricardo tbm será, mesmo não tomando o leite materno. Obrigada por compartilhar sua experiência...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea com certeza seu Ricardo sera mto saudavel, td de bom
      xoxo

      Excluir
  16. Nossa concordo com vc.....pq sofrer e ver nossos filhos sofrendo, eu amamento até hj minha filha de 10 meses, mas os primeiros 20 dias sofri mt....chorei mt e pensava que amamentar era mt prazeroso....mas depois de 20 dias melhorou!
    Não é pq seu leite secou em 3 meses que sua filha não teve mais leite materno que ela terá gripe, febre.....conheço bebê que mamou no peito e teve diversas coisas! eu mamei apenas 1 mês e to aqui bemmm e minha mãe disse que demorou mt pra ter alguma coisa! bjos

    ResponderExcluir
  17. Anônimo14:24

    Oi Re td bem? entendo o que vc passou e esta passando, isso tambem aconteceu comigo e tambem tive que complementar com leite em po...pois com o leite materno tinha que acordar a cada 40 min, e com a complementacao ele passou a dormir 3 hrs seguidas...
    Tomar banho e passar esponja e tomar sol no bico ajuda,
    amamentei meu filho ate 1 ano e 3 meses mas tambem sempre com complementacao do NAN...tambem tirava meu leite e colocava na mamadeira p ele, mas fazia o possivel p ele mamar no peito, foi mto dificil no comeco, mas nao desisti, e deu certo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que legal!!!e mto bom assim qdo td da certo

      Excluir
  18. carolina Aratangy De Bolle14:33

    Re, concordo totalmente com vc. o importante é eles serem alimentados, nao importa como!!!!!
    sempre tive que dar complemento para Maria, ela nasceu muito grande e meu leite nao era o suficiente, consegui amamentar ate os dois meses, depois meu leite acabou e ela ficou somente na mamadeira. no comeco foi muito dificl, pois ao contario de vc a Maria pegou muito bem meu peito, porem nao tinha leite. me sentia menos mulher por isso, mas depois fui me conformando e aceitando, nem tudo é como agente quer.
    bjao saudades de vc.
    felicidades para vcs!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, saudades tb, que legal nao sabia q vc tinha tido filha!!! Parabens!!
      Nao ter leite nao faz de niinguem mais mae ou menos mae....

      Excluir
  19. Re, você é muito fofa, não se preocupa com o que vão pensar, uma pessoa cmo bom senso vai ler o texto e achar o que está escrito lá, sobre amamentação, sobre os momentos difíceis que você passou, a importância do leite materno, eu não sou mães (rs) mais adoro ler seus posts sobre gravidez. Muito bonito você ter compartilhado sua experiência, cada dia mais eu ADMIRO você! Um beijo. (ps. paaaaaaaaaaaaaara com isso! você tem um corpo lindo, nem demorou pra emagrecer, e quando saiu do parto já emagreceu 10, é kg pra caramba! para hein) eu amo você grávida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda vc e uma fofaaaaa mto obrigadaa

      Excluir
  20. Re, você é muito fofa, não se preocupa com o que vão pensar, uma pessoa cmo bom senso vai ler o texto e achar o que está escrito lá, sobre amamentação, sobre os momentos difíceis que você passou, a importância do leite materno, eu não sou mães (rs) mais adoro ler seus posts sobre gravidez. Muito bonito você ter compartilhado sua experiência, cada dia mais eu ADMIRO você! Um beijo. (ps. paaaaaaaaaaaaaara com isso! você tem um corpo lindo, nem demorou pra emagrecer, e quando saiu do parto já emagreceu 10, é kg pra caramba! para hein) eu amo você grávida!

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pela iniciativa de ordenha, muitas desistem e acabam indo direto para a fórmula. A OMS classifica 4 passos para oferecer nutrição ao bebê: sendo a primeira leite materno no seio, a segunda leite materno ordenhado da mãe, a terceira leite materno de banco de leite e só na quarta é que entra a fórmula infantil. Amamento minha filha desde a primeira hora de vida, ela já está com 1 ano e 8 meses. Realmente, o grande estrago é feito nessa primeira mamada. Os bebês nascem um pouco entorpecidos por causa das substâncias que recebem no parto (anestesia, principalmente), e não conseguem "pegar" direito. E a gente, que acabou de virar mãe e tá lá toda boba, acaba deixando mamar de qualquer jeito, resultando em hematomas, fissuras e traumas. Eu sofri nas primeiras mamadas, tive hematomas e fissuras nos dois seios por causa da falta de jeito na pega, que acabei resolvendo com banho de sol, pomada de lanolina, curativo mamare, e o próprio leite. Por sorte, eu não tinha tanto leite, e conseguia esvaziar os seios mesmo nas mamadas doloridas, sem empedrar e sem precisar ordenhar. Em duas semanas os seios se curaram e finalmente consegui amamentar como comercial de TV! rs...Mas é, sim, uma luta, com muito incentivo para desistir. E é pressão de todos os lados, até o relógio bate contra, pois a produção de leite se ajusta à necessidade do bebê nos primeiros 45 dias, e se ele recebe complementação com fórmula nesse tempo, é quase certo que precisará até o desaleitamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Renta, mto obrigada pelo seu relato!!!
      E verdade e mta pressao!!

      Excluir
  22. Anônimo15:00

    Renata,

    Parabéns pela sinceridade! Adorei o texto. Vc é uma fofa e seus filhos lindos e saudáveis!
    Bjs
    Ana

    ResponderExcluir
  23. Amanda15:28

    Oiii Renata, meu bebe ta com 3 meses e meio e mama no peito, usei desde o hospital o bico de silicone ate ele faEr 1 mes, depois ele aprendeu a pegar meu proprio bico.. Acho q tive mta sorte pq nunca usei complemento e antes de ele nascer eu rezava mto para conseguir amamentar pq tinha mta agonia qndo o medico apertava o bico do meu seio nas consultas, ja imaginava q seria um horror, mas nao foi... Acho q sua experiencia é otima pq vc falou a dificuldade de ela pegar seu peito e nao q seu leite era fraco, a desculpa da maioria das mulheres... Grande bjoAmanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, que sorte mesmo dele ter voltado a pegar seu bico!!

      Excluir
  24. Rê, mães fazem, quase sempre pois tem umas aí que plamordedeus, o melhor que podem pelos seus filhos. E foi o que você fez. Acho um horror esta ditadura de que quem não amamenta é menos mãe, de que tem que amamentar até 2 anos ou você é menos mãe, de que parto bom é o natural e só,... CAda mãe e filho tem sua história e nenhuma é melhor que a outra. QUando Clara nasceu, demorei a ir pro quarto e quando fui já me levaram ela, morta de fome. Ela mamou rapidinho, foi super tranquilo e fácil. Ela sempre chorava muito, de dia, de note. Mamava, dormia e chorava. Até aí você escuta que criança tem cólica e tal e achávamos que era isto. Ao final do primeiro mês fomos ao pediatra novamente. NA SALA DE ESPERA, LÁ ESTAVA CLARA AOS BERROS e eu tentando tudo pra ela se acalmar.O médico nos chamou, examinou Clara e determinou: sua filha eprdeu peso e está passando fome. QUase morri de tristeza, me senti a pior mãe do mundo. Como não percebi? Não percebi pq todo mundo só sabe dizer: é cólica, é cólica.... em um mês eu percebi o emagrecimento dela, mas como ela mamava até ela mesma parar, eu achava que estava tudo bem. Achaa que ela tinha espichado e por isto emagrecido. Hoje vejo fotos e percebo que ela estava bem magra, mas ela mamava até parar e sem chorar. O médico pediu então para complementar e tudo ficou melhor. Mas então aconteceram coisas muito, muito tristes com pessoas próximas e passei muito, muito stress. Stress e tristeza grau máximo. E meu leite secou. Eu chorava desesperada pq não queria que ela só tomasse mamadeira. usei este spray no nariz, tomei tudo que me mandaram, muita água, Tudo. foi uma semana que eu quase tive um treco. De tristeza pelo que tinha acontecido e pq não conseguia alimentar minha filha. Mas o leite foi voltando, voltando, mas sempre tive que complementar. Então do quarto pro quinto mês ela mamava no peito cada vez menos. Comprei bombinha e quase arrancava o peito e nada de sair leite... Até que um dia amamentei pela ultima vez. No dia seguitne ela colocava a boca no peito e chorava.Então desisti e aceitei que tinha conseguido até ali e fim. Não me sinto menos mãe e minha filha tem a saúde que Deus mandou para ela. Abençoadas as mães e filhos de todos os jeitos, pq o Amor, é o mesmo! Beijos querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia , que legal vc ter dividido sua historia pode servir de licao para mtas maes, obrigada

      Excluir
  25. Anônimo15:37

    Acho que fui abençoada no que diz respeito a amamentação, minha filha tem 4 meses e mama exclusivamente meu leite,
    amamentei desde a primeira hora de vida dela, e foi super tranquilo,
    preparei meus seios durante toda a gravidez seguindo as orientações do meu médico, fazia tudo o que ele mandava rs
    Alissa pegou super bem, senti uma dorzinha nos primeiros dias que logo passou, rachou bem pouquinho, e nesse momento o que usei e foi exelente foi uma coisa super simples, cortava quadradinhos de casca de banana e colocava no bico do seio ate a proxima mamada, ai tirava, higienizava e pronto, a rachadura ja havia sarado..
    mas depois de alguns dias isso passou, tenho mto leite, minha filha é uma bolachinha rsrs
    para mim, amamentar realmente é aquela coisa romântica e linda dos comerciais
    mas eu tenho total consciência de que com a grande maioria das mulheres não acontece assim..
    e ontem mesmo, em uma aula sobre o desenvolvimento dos bebês (estou no ultimo período de psicologia), minha professora falou uma coisa que super concordo, a mãe é o que ela pode ser
    se der pra amamentar, ótimo, mas tem que ser prazeroso tanto para a mãe quanto para o bebê, não adianta forçar uma barra, sentir dor, o que vai acabar acontecendo é você ficando estressada e não conseguindo suprir outras necessidades do seu bebê, como a de afeto
    o mais importante é, ao alimentar o bebê, seja no peito ou na mamadeira, fazermos isso de forma afetuosa, olhando nos olhos do bebê, para que ele sinta a nossa presença e saiba que estaremos sempre ali para cuidar dele, e aproveitarmos esse momento, em que o bebê geralmente fica com os olhinhos vidrados em nós =)
    beijos
    Larissa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LArissa mto obrigada pelo seu depoimento, com certeza vai ajudar mtas maes!!

      Excluir
  26. Anônimo15:38

    Renata, me identifiquei muito com você ! Sou mãe de gémeos e também sofri muito com a amamentação ... Também tive um anjo da guarda que me libertou da culpa e iniciei com leite em pó. Hoje meus meninos já tem 9 anos e são super saudáveis !!! Amo esse blog... Felicidades pra vc e sua família. CAMILA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ta vendo que bom !!!!obrigada pleos elogios ao blog, felicidades para vc e sua familia tb

      Excluir
  27. Anônimo15:41

    Rê, a Marie minha filha é do dia 03/08/11 como a Duda. Entendo todo o seu depoimento e desespero nos primeiros dias, pois passei pela mesma coisa.
    Tinha muito leite como você, ela passava quase 1 hora mamando e nada saciava a fome dela, ela chorava tanto que era uma tortura! Com 23 dias liguei para a pediatra e ela mandou eu dar o complemento e foi assim que ela começou a engordar e crescer!
    Meu marido me culpou por muito tempo porque não se conformava dela não mamar o leite materno, mas para mim foi um alivio ver ela crescer...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q maximo ela nasceu onde??
      eh tao bom qdo nos livramos da culpa ne....

      Excluir
  28. Olá Renata. Como muitas tbm sofri no começo... meu filhou mamou sangue devido as fendas, que eu resolvi fazendo compressas com o próprio leite em uma gaze e filme plástico, super simples e ajudou muito na cicatrização...enquanto isso ele mamava na mamadeira o leite que eu ordenhava e todo dia eu tentava um pouco com o bico de silicone. Após 20 dias e com muita luta consegui fazer com que ele pegasse sem o bico de silicone. É sempre difícil no começo principalmente pela falta de informação( ou o excesso de palpite). O negócio é não desistir, mesmo recorrendo a formulas, acho válido tentar e tentar... com o bônus que "o aleitamento consome até 700 calorias por dia"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem me dera ter conseguido, e emagrecer acho q isso vai mto de pessoa pra pessoa

      Excluir
  29. Oi Renata lindo seu relato...amamentei três vezes e senti tudo isso...mas quando surge papo de amamentar não escondo as adversidades!! "A dor e a delícia" de viver a maternidade só sentindo!beijooooo (adaptei um trechinho do nosso querido Caetano!!) ^.~

    ResponderExcluir
  30. Anônimo16:37

    Olá Re, adorei o texto e já ouvi isso de várias mães, ate mesmo em relação a sentir muita fome na amamentação...muito bom o seu texto pela sinceridade!
    bjs
    Carla

    ResponderExcluir
  31. Anônimo16:43

    Oi Renata! Lendo seu relato fico até impressionada! Eu tenho um bebê de 3 meses e meio e ele mama exclusivamente leite materno. Ele sempre teve a pega fácil, desde que nasceu. Meu peito nunca rachou e sinto uma satisfação enorme em poder amamentar meu bebê. É uma pena que nem todas as mamães possam desfrutar desse momento tão maravilhoso que é amamentar um filho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa vc foi mto abencoada veja acima qtas maes tiveram problemas, agradeca

      Excluir
  32. Renatinha, sabe o que acho a maior falha?os pediatras não darem uma investida maior neste assunto antes de termos os nossos bebês, que com certeza, se soubéssemo alguns detalhes, nos ajudaria muito na hora de amamanter. Toda dupla "mãe e filho" passam por um pequeno stress no início da amamentação, é normal, e "aquele momento gostoso de troca na hora do amamentar", só se dá depois que pegamos o jeito mesmo, de como fazer, como pegar o bebe, o bebê tbém tem que aprender a mamar, a gente tem que ajudar, enfim.......é dificil mesmo, eu tbém passei por isso com a Luiza e a Júlia, peito rachado, febre, elas choravam, eu chorava, a Luiza tinha refluxo, vomitava, e as vezes saia sangue (que era da rachadura do peito) e etc, mas o resultado foi que elas mamaram até 1 aninho e depois do começo dificil, as coisas entraram nos eixos, o que me ajudou muito aqui em Taubaté foi o chamado Banco de leite, um programa da prefeitura, que tem especialistas que SUPER AJUDAM,e é gratuito, a gente vai até lá com o bebê e é uma benção...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. q legal vou ver se aaqui em sp tem tb esse servico gratuito pq a enfermeira q veio em casa cobrou e nao foi nada barato nao....
      Saudades de vcs!!!

      Excluir
  33. Anônimo17:20

    Oi Renata!! ADOREI seu relato!!!! EU passei pelo mesmo sofrimento tive duas mastites em um mes!! Tive que tomar antibiotico e minha filha nao pegava o peito e berrava!! Depois que eu entrei com a NAN minha vida mudou e a dela tb!!!!! Ela hoje tem 4 anos e NUNCA tomou antibiotico e e super saudavel mesmo sem leite materno!!! Temos que entender que em alguns casos a amamentacao nao e possivel e nao somos menos maes por nao ter amamentado!!! Um beijo e fica com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e tb gracasa a deus sua filha e mto saudavel que e o mais importante

      Excluir
  34. Anônimo17:37

    Vc descreveu exatamente o que passei. Minha filha está com 2 meses e meio. Graças a Deus, ela se adaptou ao bico de silicone da MAM e mama até hoje com ele durante a madrugada - q é quando está mais esfomeada. Durante o dia ela já pega o peito. Não é fácil, é muito difícil. E temos q lidar com isso além da dor, do cansaço, da baixa autoestima, da pressão... Ouvi coisas do tipo: ela não pega seu peito pq seu leite é fraco. É importante vc relatar esse tipo de experiência pq essa é a vida real. Com desafios diários. Para as mães que escolheram ter filhos tudo é muito fácil. Eu escolhi ser mãe. bjs Sabrina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sabrina, nao existe isso de leite fraco sabia??
      o problema q que qdo a crianca mama na mamadeira ela ve que e mto mais facil e entao nao quer mais saber do peito que tem q fazer mais força , ainda mais com o bico de silicone

      Excluir
  35. Anônimo18:30

    Eu sempre soube que era doloroso, acho que tem muitas outras coisas chatas sobre ter filhos, sempre vi mulheres reclamarem de tudo quando estão grávidas e depois que os bebês nascem reclamam ainda mais. Não é a toa que a natureza é sábia e fazem com que as mães amem seus filhos apesar dos pesares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e verdade, eh um amor incondicional

      Excluir
  36. Anônimo18:33

    oi Renata, minha filha tem 45 dias, está mamando super bem e ganhando peso, mas o inicio foi um suplicio. Ela chorou muito de fome nos 3 primeiros dias, periodo no qual o leite ainda nao desce. Depois disso. quando o leite desceu meu peito empedrou, foi desesperador! Meu bico rachou, sangrou , enfim foi uma tortura. Eu mal dormia sofrendo só em pensar na proxima mamada! Isso durou cerca de 15 dias. Graças a Deus agora está tudo ótimo, mas me senti muito sozinha pois ninguem fala o quanto é dificil, só existe a vida do comercial de margarina na vida dos outros aparentemente..... mas todo o esforço valeu a pena, estamos muito felizes e saudaveis! bjs, parabens pelo post, saude para o Antonio, bj Patricia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAtricia, que bom que deu td certo, e verdade ninguem comenta o lado ruim , por isso senti necessidade de falar um pouco, sobre esse lado para as maes saberem que se acontecer nao e o fim do mundo!!!

      Excluir
  37. Anônimo19:07

    Olha enquanto eu lia passava um filme na minha cabeca! Sei EXATAMENTE o que e isso, tenho dois meninos e nas duas tentativas de amamentar ensopava a frauda de sangue da rachadura do meu peito, fora que tive febre, dores horriveis, e tambem me pergutava cade a magia? Fui mae aos 18 anos, se hoje as maes que nao conseguem amamentar seus filhos sao julgadas imagine a 20 anos! Sofri pra caramba! Era todo mundo me cobrando, sogra, tia, vizinha pediatra ja estava com depressao, quando eu e meu marido tapamos os ouvidos, encontramos uma pediatra maravilhosa e seguimos nossa vida, no segundo filho como vc disse foi mais facil, quando tive alta do hospital paramos na farmacia e compramos o nan. Cheguei a ouvir de um pediatra na epoca que alem de varios problemas de saude meu filho (mais velho) nao seria inteligente! Hoje ele tem 20 anos e estudante de engenharia civil da politecnia na epoca do vestibular passou em 3 universidades publicas, gracas a Deus vende saude o unico problema que tem e rinite porque herdou de mim. O mais novo acabou de passar em direito, luta Muai Thay e tambem vende saude, enfim nao se culpe em momento algum ainda que te critiquem, seus filhos sao lindos e serao muuuuito saudaveis tambem! Adoro o blog e vc! Beijos
    Debora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber DEbora, fico mtooo feliz, de verdade, obrigada pelo seu relato!!!

      Excluir
  38. Renata, sou fonoaudióloga e mamãe e sei muito bem que a amamentação não é aquela maravilha que todos mostram. [E muito difícl tanto para a mãe como para o bebê. Graças a Deus, tive sorte e consegui amamentar meu filho até os 8 meses. No meu blog, conto minhas experiências profissionais e pessoais. Passa lá pra ver: www.mamaefono.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  39. ninguém pode recriminar ninguém, pois amamentação é um assunto super difícil....
    Sou mamãe e fonoaudióloga. Sei na teoria e na prática o quanto é duro.
    Graças a Deus, consegui amamentar meu filho até os 8 mesesm, acho que tive sorte. No meu blog, conto minhas experiencias pessoais e profissionais, passa lá pra ver: www.mamaefono.blogspot.com.br
    Beijos e obrigada!

    ResponderExcluir
  40. Tatiana22:45

    Re,

    Sempre leio seu blog, mas nuca comento. Me senti na obrigação de fazê-lo. Entendo seu drama. Comigo foi diferente. Minha filha pegou o peito logo na primeira mas posso dizer que o início da amamentação não foi prazeroso. Meu bico rachou, sangrou, minha filha regurtitou sangue e eu morria de dores...insisti e posso te dizer que foi a melhor coisa que eu fiz. A amamentei até 1 ano e 1 mês. Até os 6 meses ela não sabia o que era fruta ou papinha, só leite materno exclusivo. A amamentação também me fez secar... comia, comia, comia e não engordava (maravilha!) Entendo seu caso, imagino seu sofrimento mas quero deixar meu depoimento aqui para que as mamães insistam. Se o bico rachar, doer, etc, insista. Depois de umas 2 semanas melhora e a amamentação se torna a coisa mais gratificante do mundo!
    Um grande beijo pra você,

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiana, mto obrigada pelo seu relato, vai ajudar mtas maes!!!

      Excluir
  41. Anônimo22:47

    muito obrigada por esse texto!!!!
    de verdade...
    foi maravilhoso para mim...
    se puder, compartilhe mais lutas conosco...
    eduarda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certea, Eduarda, o legal e nao so contar o que é bom e legal, tb temos que dividir nossas lutas, para as pessoas verem que nao estao sozinhas

      Excluir
  42. Fabiana23:37

    Renata,
    Pela primeira vez senti vontade escrever!...
    Parabens pelo relato. Quase ninguem tem coragem de contar o outro lado da história.
    Tmb não tenho bico no seio e já ouvi falar que realmente é um pouco dificil.
    Sinceridade sempre.
    Abraço,
    Fabiana Cepeda

    ResponderExcluir
  43. Anônimo01:23

    Gente , nos ainda temos dinheiro , compramos pomadas, bico de silicone temos acesso a pediatra, obstetra.. E as mamães humildes ? Será q Td imagina q eh Td lindo e maravilhoso ?!? Q elas tem mt leite? Elas passam pelas mesmas dificuldades e vezes dão leite de vaca, de caixinha... E os filhos estão ai , firme e forte!

    ResponderExcluir
  44. Anônimo01:23

    Vcs acham q Td mundo tem acesso a bombinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente , nao e todo mundo que pode ter, mas tem a opcao de alugar no Cantinho da mamae!!!

      Excluir
  45. Anônimo08:19

    Renata, essa é a primeira vez que escrevo, até pq os blogs que freqüentavam eram todos para o universo materno ... Tenho 02 meninos, o mais velho 3,8 meses e o caçula 08 meses, com o primeiro foi tranquilo, ele pegou bem, amamentei até os 07 meses, com o segundo foi difícil por conta do primeiro que ficou doente neste intervalo e minha cabeça não estava em casa, mas lá no hospital, pensando nele e no meu esposo que o acompanhou. Em resumo, não saia mais leite, comprei bomba eletrica da avent e etc ... Parti para o complemento e depois parti de vez para o leite NAN HA, isso ele já estava com 03 meses ... Depois inclui suco de laranja lima, frutinhas .... Tudo conversado com os meus médicos (pediatra e alergista) e aprendi que eles se tornam saudáveis e fortes, o que importa é o amor em dedicação a todo momento, pq isso nos faz feliz e nosso bebê seguro. E sem escutar os contras, pois quem sabe do nosso sufoco e quem realmente está perto. Adoro seu blog ! Pego todas as suas dicas dos EUA, agora em abril vamos para Orlando e NY e vamos levar os pequenos. Beijão. Vanessa Morelato - Vix - ES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mto obrigada pelo seu relato
      obrigada pelos elogios ao blog

      Excluir
  46. Nossa Re eu imagino o quanto vc sofreu para tomar esta decisão!! Eu por outro lado consegui amamentar meu filho exclusivamente no peito até os 6 meses quando começou com a alimentação, mas um ponto crucial que ninguém me avisou tbm era o problema do desmame, meu filho não chupa chupeta e não pegava nenhuma mamadeira ( não sou contra, pelo contrario), sem brincadeira devo ter mais de 20 modelos diferentes mamadeiras e todas as chupetas, via meu filho com fome e não sabia o que fazer, pois o leite do meu peito não era suficiente. Achei uma unica mamadeira que ele pegou, porém o sofrimento de desfazer o elo emocional ao longo dos 7 meses amamentando não é facil, meu peito virou a chupeta e calma dele, aos poucos estou conseguindo desmamá-lo, como disse o pediatra desmamar é ainda mais difícil inclusive para mãe é um apego muito grande para os dois lados ! Te admiro pela coragem de nos contar sua experiência, no proximo filho já irei apresentar a chupeta e mamadeira ainda na maternidade e amamentá-lo no peito, porém com uma segurança de que caso não consiga ele não passará fome rsrs...bjos e saúde para os filhotes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mto obrigada pelo seu relato com certeza mtas maes vao se identificar com vc, ja ouvi mta historia parecida

      Excluir
  47. Anônimo11:50

    Renata, me identifiquei muito com você, pois meu filho também teve muita dificuldade para pegar o peito, e minha história também é longa, simplificando dei o peito somente 40 dias, ai tive que entrar com leite em pó, NAN AR, pois ele nasceu com refluxo muito além do normal que todos os bebês nascem, ele foi tomar antibiótico também com mais de 1 ano.. Mas hoje ele tem 8 anos é forte enorme.. Tem pessoas que não entendem que algumas mães te dificuldades na amamentação, só quem passa por isso que entende. Beijos Saúde pra você e sua Família. Deus Abençoe!!! Ana Paula

    ResponderExcluir
  48. Real life !! Rê... quando eu amamentava a noite achava que eu, o Nico e os pessoal que trocava as caçambas erámos os únicos acordados em SP... Filho é maravilhoso. Mas as pessosa tem vergonha de falar das dificuldades... é tanta propaganda que nos sentimos um ET e aí ficamos até deprimidas !!! Isso é sério.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eh isso ai, as maes de 1 viagem tem q estar preparadas para o lado dificil tb

      Excluir
  49. Anônimo17:41

    Mamães... Insistam! Leiam e se preparem ... O preparo psicológico é mais importante que tudo. Indico o livro: A maternidade e o encontro com sua própria sombra de Laura Gutmam. Nossos bebês precisam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo13:38

      Penso que o psicológico não vai funcionar se o físico não ajudar. O que quero dizer eh que, nem todo peito foi feito para dar leite, assim como nem todo útero consegue gerar uma criança. O que os bebes precisam eh de se sentirem amados na hora de receber o leite, seja ele através do peito, seja ele na mamadeira. Na mamadeira ainda, o bebe tem a possibilidade de receber esse amor do pai também, que fica de lado na amamentação exclusiva no peito e que, com a mamadeira pode tambem viver um pouco da amamentacao. Ou seja, sempre tem um lado bom a ser visto qdo as coisas saem fora do planejado/imaginado. Infelizmente, só saberemos se seremos mães na hora em que decidimos isso. Só saberemos se teremos leite tb na hora que iremos precisar. Como diz um comentário acima, a natureza nos prega pecas. Para mamães que estão lendo e estão passando por essa dificuldade, pensem que, ainda assim, puderam ser mães e que não existe milagre maior em poder ter um filho nos braços. O resto eh resto! Um super bj Renata! Acho seu blog perfeito! Honesto, versátil e real!

      Excluir
    2. nossa amei , concordo plenamenteeeee

      Excluir
  50. Yasmin17:59

    Renata que post lindoooo!! Nossa que garra que vc tem!!
    E o quartinho do Antonio? bjbj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yasmim, quartinho do Antonio semana q vem acho q fica pronto vou colocar o post ano q vem depois dss ferias

      Excluir
  51. Anônimo19:40

    Tenho que relatar uma história que aconteceu na minha família há 08 meses. Meu priminho nasceu e não conseguia pegar o peito. A mãe e o pediatra insistiam tanto no aleitamento exclusivamente materno até que... a criança começou a perder peso!!! Ele fazia tanto esforço para mamar que acaba gastando mais energia do que ganhava na mamada. Resultado: hipoglicemia e uma internação!!! Nem sempre é possível amamentar e as pessoas tem que entender isso. Se os processos naturais não precisassem, às vezes, de uma intervenção, todas as crianças nasceriam de parto natural. O que não ocorre também... Nenhuma mae é menos mãe por não conseguir amamentar e as crianças que conheço que se alimentaram exclusivamente de leite industrializado (em razão de adoção ou de impossibilidade da mãe fazê-lo) são perfeitamente saudáveis!!! Um beijo Rê e parabéns por ter coragem de escrever sobre algo tão delicado e polêmico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa q do.... eh fogo esse tipo de coisa por isso nem deixei o Antonio passar fome ja logo pedi o complemento

      Excluir
  52. Amamentar é MUITO importante..... Mas nem todas as mães "nasceram sabendo". Eu tive parto normal. Entre dar entrada no hospital e minha filha nascer foram apenas 3 horas. Costumo dizer que teria 10 filhos de parto normal, mas não sei se amamentaria todos eles.... Pra mim, parir é a parte mais fácil rsrsrs
    Tive todos os problemas de amamentação que vc pode imaginar, apujadura tardia, bico invertido, pouco leite e quando eu achei que estava tudo tranquilo, tive mastite, 2 vezes!! MAs eu insisti, tomei tudo o que me mandaram, spray no nariz, um remédio que desandou meu intestino completamente, TUDO! Amamentei até 8 meses, mas com 1 mês comecei a complementar e foi aí que a mágica aconteceu, aprendi que para amamentar não é necessário um seio, a mamadeira pode trazer o mesmo contato, amor e cumplicidade entre mãe e bebê, hoje ainda amamentou minha filha (1 a e 4m) na mamadeira e é o melhor momento do dia. De forma nenhuma me sinto menos mãe por causa disso, muito pelo contrário, me sinto muito mais forte e corajosa por ter enfrentado uma sociedade radical que diz que amamentar é "natural" e quem não o faz ou complementa tem algum problema! Mamadeira é coisa de Deus, minha gente! Aprendi que ela podia me trazer a liberdade de tomar um banho sossegada, sabendo que se ela acordasse ela não berraria de fome POR MINHA CAUSA! Com isso fui ficando mais tranquila e a DPP que tive foi passando, graças a Deus!

    ResponderExcluir
  53. Mari - Burumbuna23:49

    Perfeito Re!!!!! Lembro q conversamos quando vc amamentava a Duda e eu cheguei a te contar minha história... se não igual... parecidíssima com a sua! Lembra?... então super concordo!... A Amamentação precisa e dever ser prazerosa para o nenêm e para a mãe.. se um dos dois entra em sofrimento... impossível sentir a ternura até mesmo do contato mágico que é ter nosso nenêm no peito!... Amei o post! super beijo Mari

    ResponderExcluir
  54. Anônimo01:12

    Oi RÊ... AMEI O POST... TENHO 2 FILHOS, A BELLA DE 3 ANOS E O OTÁVIO DE 45 DIAS... ELA NUNCA CONSEGUIU MAMAR TBÉM, JÁ VEIO DO HOSPITAL APENAS NA MAMADEIRA, EU SOFRIA DEMAIS POIS ACHAVA QUE ELA FICARIA FRACA POR FALTA DO LEITE MATERNO E ELA É EXTREMAMENTE SAUDÁVEL. COM O MEU FILHO A MESMA COISA. INCRÍVEL COMO NINGUÉM FALA DAS DIFICULDADES, VC ESTÁ DE PARABÉNS...
    AGRADEÇO A GENEROSIDADE DE COMPARTILHAR ALGO TÃO DIFÍCIL...
    BJKA IMENSA: Elô MARQUES

    ResponderExcluir
  55. Amei Renata, tirei na bomba até o quinto mês e completava a amamentação do mateus.
    Acho que você falou tudo, para a MAIORIA DAS MÃES, não é fácil e não podemos ser hipocritas. Você descreveu uma situação real, aconteceu comigo tbm.
    parabéns pelo post.
    beijao

    ResponderExcluir
  56. Renata minha primeira filha tb nasceu no memo dia que seu filhote Mas nano de 2008, Bom eu tb passei por td isso que vc falou no Começo foi muito dificil Mas graças a Deus superie e aconteceu a mesma coisa com a minha outra pequena que hoje está com 7 meses...o que sempre quiz e quero e ver minhas filhas saudáveis e felizes eternamente, Mas infelizmente vivemos em um pais com tem diversos tips de preconceito e esse tema amamentaçao e nao amamentar e um deles, tem pessoas que nao entendem Como é dificil para algumas mulheres essa relação Mas em fim..e VIVA as mamadeiras e as formulas e con certeza parabens para as mamaes que amamentam sem nenhum problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e isso ai, viva as mamadeiras , hahahhaha

      Excluir
  57. viviane21:17

    oii Renata!
    eu tbm passei esse sofrimento, chorava para amamentar pq era muito dolorido, na verdade muito dolorido é pouco! tentei e com 6 dias fui para a urgencia com ele chorando muito, acharam que era cólica mas na verdade era fome e foi só no 7 dia de vida q a pediatra entrou com o comlemento...eu estava só o pó, nao tinha energia, memória e muito menos acreditava em conto de fadas de amamentacao. chorei muito qdo tirei meu bebe do peito e a boquinha e meu peito com sangue exatamente como vc e antonio!!!! sofrimento. ele mamaou em mim e ficou com complemento ate os 5 meses e hj com 5 meses tem tamanho e peso de crianca de 7 meses....super animado e feliz!!!! isso é o mais importante.
    obrigada pelo relato e como sentimos "amigas" de vcs, hj me senti abracada por uam amiga que me entende
    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vivi , o mais importante de tdo e a saude deles com certezaa

      Excluir
  58. Anônimo10:32

    Oi Renata,

    Fico aliviada de ouvir relatos como o seu, apesar de que comigo foi um pouco diferente mas não menos estressante. Eu não tive problema nenhum na amamentação quando meu filho nasceu. Meu peito não rachou e eu não senti dor nenhuma, somente empedrou uma vez e depois tive que tomar remédio oral até parar de amamentar. Meu problema foi psicológico. Depois da quarentena, onde entra outra polemica maternal, o retorno do sexo, não conseguia ter uma boa relação com o meu corpo: não concebia que o mesmo corpo que eu amamentava meu filho era o que faria sexo com o marido! Um turbilhão de sentimentos, positivos e negativos que me deixavam desorientada! Compartilhei com meu marido e ele me ajudou um pouco, mas era uma coisa minha, que não achei solução até hoje e nunca vi ninguém que compartilhou uma historia como a minha. Com sete meses de amamentação, meu peito desenvolveu uma fissura interna e meu filho mamava praticamente sangue, então tive que parar de amamentar imediatamente, o que me aliviou um pouco porque afinal de contas não era uma coisa que eu sentia prazer em fazer. Estou gravida novamente e trabalhando meu psicologico para pelo menos minimizar esses sentimentos, e vou amamentar até quando puder pois sei que é bom pro bebe, mas concordo com você que cada mulher é de um jeito e não deve se culpar por não poder amamentar. Îsso não a torna menos mãe e nem o filho menos filho! O amor somos nós que fazermos e construimos!
    Beijos e obrigada por compartilhar suas experiencias com a gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal vc ter compartilhado isso aqui , tenho certeza que muitas maes ja passaram por isso, e vou te confessar que no comeco para mim tb foi meio estranho, e principalmente ter um serzinho totalmente depedente no quarto ao lado....

      Excluir
  59. Oi Renata! Legal ver seu depoimento!Estou lendo muuuito sobre isso, tenho uma filhinha de quase dois meses e, no meu caso, estou lutando para ter leite suficiente e complementando. Também estou acabando de escrever minha história pessoal para por no meu blog: www.unenouvellemaman.blogspot.com.br
    Dá um pulinho lá depois.
    bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lessel , ja ouviu falar do equilid , algumas amigas tomaram para aumentar a producao de leite, veja com seu medico, mas se prepara pq todas as que tomaram engordaram um pouco , pq ele retem mto liquido

      Excluir
  60. Adorei o seu relato,estou gravida e ja estou super preocupada com a amamentação,minha mãe não conseguiu amamentar nem eu e nem meu irmão, ela conta que foi um sofrimento,acho que agora se não rolar não vou sofrer tanto.
    bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo Roberta ja va com essa cabeca , tente de tdo , mas se nao conseguir nao se culpe, boa sorte!!!

      Excluir
  61. Anônimo14:07

    Oii...
    Li o post e me identifiquei muito com suas dificuldade iniciais... tenho dois filhos, uma menina de 2 anos e dois meses e um menino de sete meses,e até os seis meses de vida a alimentação deles era unicamente leite materno, mas confesso que não foi fácil... entendo perfeitamente seu relato, com minha filha não tive tantos problemas em amamentar, mas com meu filho passei por essas tensões de ver a boca dele suja de sangue, seio empedrado, ferido e por ai vai, o santo bico de silicone foi quem me salvou, mas não desisiti da amamentação e logo tudo se resolveu, entendo seu lado pois de certa forma passei por isso também, apenas quero ressaltar que, como você se perguntou onde estaria aquele lado lindo da amamentação de comerciais de tv... posso dizer para você por experiência própria que esse lado lindo existe sim, aquele carinho que o bebê fica fazendo com as mãozinhas em você, o olho no olho, tudo é muito lindo e prazeroso, mas você só vai curti esse momento depois de um tempo, porque no início é difícil mesmo, é uma pena que você não teve como curtir esse momento, mas também não se sinta culpada por isso, amamentar depende muito de força de vontade, mas só força de vontade não resolve, existem outros pontos que não depende de nós, os quais acho q foi o seu caso, portanto, entenda que você foi até o seu limite se não deu mais, não sofra por isso com certeza sua presença e seu amor terão mais importãncia na vida de seus filhos. bj

    ResponderExcluir
  62. Carolina14:33

    Oiii Renata,
    Fiquei muito emocionada com seu post pois passei pelo mesmo sofrimento que vc, somente com 5 dias meu filho conseguiu pegar no meu peito, pq eu não tinha bico e ele ficava muito irritado de fome e chorava sem parar! acho seu depoimento muito válido amamentar para algumas pode ser uma maravilha mas para outras é bem sofrido! parabens por ter exposto, bjus

    ResponderExcluir
  63. Joseane15:35

    Oi Renata! Primeiramente, parabéns por expor o que vc passou, mesmo sabendo das críticas principalmente das mamães mais radicais... Estou esperando meu segundo bebë e com o primeiro tive uma experiencia muito diferente da sua, mas pra mim tb muito frustrante!!! Não tinha leite, aliás acho que nem produzia leite... Saia muuuuito pouquinho e eu não tinha a menor idéia! Meu filho sugava super bem, tinha um bico perfeito pras mamadas mas ele só chorava e perdia peso... Um pediatra até me falou que ele tinha refluxo! Um absurdo! Eu não tinha era leite mesmo e o coitadinho estava passando fome... Fui entender o que estava acontecendo quando fui ao banco de leite... Via as mulheres doando leite e na meia hora em que eu ficava lá, só conseguia tirar 5-10ml... Aff! Pra mim foi muito frustrante! Fiquei muito triste e procurei saber o que poderia ter acontecido... Fiz redução de mama quando tinha 15 anos de idade e muito provavelmente foi isso que impediu que eu produzisse leite... Bom, resolvi compartilhar isso aqui pois é um assunto sempre muito polemico principalmente pras maes que amamentaram sem problemas e a mídia que acaba julgando muito as mães que não amamentam... Meu filho tem hj 2 anos e 8 meses e é suuuuper saudável, feliz e amado! No segundo filho já sairei do hospital com o leite em pó sem culpa nenhuma e com muito mais tranquilidade pra lidar com todos os outros desafios de ser mãe!!! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom, seu relato pode ajudar mtas maes q fizeram reducao de mama tb
      mto obrigada

      Excluir
  64. Muito bom você ter escrito esse depoimento e desmistificado o prazer da amamentação: dói bastante, nem toda criança consegue pegar o seio corretamente, o que acaba por rachá-lo e nem todo seio tem a "pega" fácil.
    Ah... e nenhum filho é igual ao outro. Da minha primeira filha, a Ana Luísa, a amamentação foi moleza... saia muito leite e ela tinha muita facilidade para mamar. Já a segunda, Ana Beatriz, como doeu... rachou, sangrou, ela mamava leite e sangue...e lágrimas... me sentia a pior mãe do mundo por não conseguir saciá-la. Foi quando meu pai, que é médico, introduziu o complemento. Tenho certeza de que ela hoje é uma criança mais feliz por isso: sou e estou bem menos estressada, ela não passa fome e dorme a noite toda. Infelizmente são poucas pessoas que abordam as dificuldades da maternidade (ainda temos muitos livros que abordam tudo sendo mil maravilhas). Já leu Motherns? é muito legal e conta justamente o outro lado da maternidade.

    Muita saúde ao Antônio e a Duda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que legal vou ver esse livro
      obrigada pela dica

      Excluir
  65. Anônimo18:17

    Oi Re, acompanho o blog, mas nunca comentei. Tive meu primeiro filho em setembro e assim como as outras mães pensei em desistir de amamentar. O meu marido e minha sogra, que e pediatra, tentavam me convencer a continuar a amamentar e só minha mãe que me apoiava na decisão de desistir. A sensação de culpa era enorme, mas a dor que sentia me impedia de continuar. Até é que conheci o uniame, que e uma equipe medica especializada a apoiar as mães na amamentação, e a partir dai aprendi a amamentar. Acho que os hospitais tambem deveriam dedicar uma equipe especialmente para a amamentacao. Na verdade há um paradoxo, o governo faz campanha a favor do aleitamento, entretanto nao nos proporciona nenhuma orientação. Eu sai do hospital tptalmente desinformada quanto forma de armazenar o leite, fazer a massagem no seio, etc Parabéns por trazer ao blog esse tema tao importante porque o debate entre as mães também e uma forma de

    ResponderExcluir
  66. Anônimo18:18

    Aprendermos uma com as outras. Beijos, Adriane Lapenda.

    ResponderExcluir
  67. Anônimo06:15

    olha, se nao sabia de todos esses inconvenientes e imprevistos (e por isso nao soube lidar com eles) eh pq nao quis, pois deveria se preparar para isso se informando. info hj em dia nao falta (e cond financeiras p procurar bons profisionais vc deve ter). e amamentar (e ter parto normal) eh normal, sim, e deveria ser encarado assim, nao dessa forma pavorosa que vc narrou. se houvesse interesse, preparo, busca de info, novas tecnicas nesse assunto na mesma intensidade que se busca por moda/beleza/afins, tudo teria sido diferente. nao adianta querer tratar o anormal como normal. nao eh e nem nunca vai ser. e a gente tem responsabilidade nisso, sim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao narrei de forma pavorosa, alias tentei ser bem light narrando.....eu tentei ir atras de tudo que podia , como contei acima, usei de td que estava ao meu alcance mais infelismente nao consegui....

      Excluir
    2. Anônimo22:21

      Como tem gente que é inflexível e que julga as pessoas sem conhecer!! Essa daí deveria gastar um pouquinho mais de tempo olhando para a própria vida ou, quem sabe, buscando "informações e técnicas de amamentação" e parar de julgar os outros! Parece um texto escrito por gente mal amada!!
      Relaxa Renata! Criar um filho e amamentar não é "receita de bolo" e você demonstrou muito bem isto!

      Excluir
  68. Anônimo09:47

    Parabéns Rê, por sua sinceridade, comigo foi exatamente a mesma coisa, foi uma fase muito difícil e o que mais tenho de trauma são os comentários das pessoas maldosas que só te colocam mais pra baixo nesta fase, principalmente aquelas que conseguiram amamentar, essas são as piores, que fazem questão de jogar na sua cara que elas conseguiram que elas sim são mães. Pura hipocrisia! Mãe de verdade dá amor e o que é melhor para seu filho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem mta gente ruim, mas nao temos que dar bola para esse tipo de comentario, uma mae sempre faz o melhor que pode para um filho

      Excluir
  69. Como as coisas acontecem como devem acontecer, todo mundo está careca de saber! Tenho 3 filhos, meninos, de 5, 3 e 1 ano. Amamentei os três, e ainda amamento o terceiro, desde a maternidade e exclusivamente até o sexto mês. Todos os partos foram cesáreas. Meu filho mais velho, nasceu quando eu ainda era muito novinha e apesar disso, deu tudo super certo. No sétimo mês, fui ao banheiro e percebi minha blusa molhada. Era o leite que já queria descer. No segundo filho, o leite só foi aparecer na maternidade. Foi uma confusão horrível. As enfermeiras não conseguiam fazê-lo mamar, ele sequer pegava o bico. Achei que sairia derrotada naquela vez. Eu já nem podia pensar no que viria dali pa frente. Amamentar era tão mais fácil. Então, esperei que elas saíssem do quarto e sozinha, introduzi o seio. E ele mamou, mamou e mamou. Acho que a minha ansiedade e a ansiedade das enfermeiras, quase me atrapalhou nesta saga. Com o terceiro filho, o leite tb só chegou na maternidade e tudo aconteceu muito naturalmente. Sabe, eu acredito muito nas coisas naturais. Que cada criança tem seu tempo, seu jeito. Não adianta insistir. O que tiver de ser, será. Amamentei o primeiro até os dois anos de idade, o segundo até os 8 meses (pq ele quis parar) e o meu terceiro, hoje com 1 ano e 3 meses segue mamando na mamãe. Como é meu caçula, o coração de mãe vai tentar até quando der, até quando for prazeroso. Porque a amamentação deve ser assim, prazerosa. Se não for, algo errado está acontecendo. O bico geralmente racha, porque é de fato uma agressão ao seio. Não importa quantas vezes a mulher já amamentou anteriormente. Existe um tempo pro seio descansar. E este tempo o deixa sensível. No começo doia, fiquei de topless, sem sutiã e agora, na última gestação descobri a concha. Amei. Para os primeiros dias é super importante, pois deixa o seio respirar e cicatrizar. Rê, se ainda houver tempo e jeito, tente insistir. Faça com calma, sem muitas cobranças. Sem muita gente por perto. O início é sempre difícil, na verdade é uma adaptação. Dê tempo ao tempo. Invista no copinho na hora do complemento. Caso ele acostume com o bico da mamadeira, jamais pegará no seio. Depois me conta!!! Vou torcer por vocês!!!O que for melhor, que aconteça ;) bj bj

    ResponderExcluir
  70. Ah, esqueci de dizer que neste meio da blogosfera existem sim, algumas mães (panela) que julgam as outras por não conseguir amamentar! Mas, sabe o que é? Ninguém no mundo, será para seu filho, melhor mãe do que você é. Dando amor, que mal tem? bj bj

    ResponderExcluir
  71. Anônimo12:27

    oi, Rê
    sempre leio o seu blog mais nunca havia comentado.
    bom a minha história com o meu bebê de 9 meses foi diferente da sua, mais também tive e tenho algumas dificuldades...acho que todas temos alguns problemas quanto a amamentação.
    eu sempre tive muto desejo de amamentar, sempre foi meu sonho.
    quando o meu bebê nasceu, depois da observação, ele já começou a mamar sem dificuldades.
    quando fomos para casa ele queria mamar direto, era de hora em hora tanto de dia quanto de noite.
    depois ele começou a vomitar um pouco depois de cada mamada, até pensei que fosse refluxo, mais o pediatra disse que não.
    então ficavamos tarde inteiras: mamando e vomitando, mamando e vomitando...
    como era inesperiente e o médico havia me falado que não recomendava dar chupeta eu ficava naquela situação.
    até que começei a ficar com ele na posição vertical no meu colo por meia hora após cada mamada, assim ele não vomitava.
    porém resultado: até hoje ele dorme mamando, ou no meu colo e acorda uma 4 vezes para mamar a noite ou para ficar no meu colo.
    como trabalho fora e me acordomto cedo (5:20h) fico bem cansada...vc pode imaginar...
    tive problemas com a mastite também...foi bem dolorido porque tinha bastante leite e o meu peito não vazava nada.
    mais para mim a amamentação foi e é mto prazeroza ele olha para mim quando mama, faz carinho, ri...
    é uma delícia.
    mais não se sinta culpada, não importa o jeito que vc alimenta seu bebê, carinho, amor e atenção é o que importa.
    e é claro: se a mamãe feliz esta feliz o bebê também esta!

    bjux
    daiana

    ResponderExcluir
  72. Anônimo19:52

    Só gostaria de dizer que amamentar não é tão simples assim...tem que ter muita, muita paciencia, determinação e diciplina. Eu pensava que era super fácil, mas para minha surpresa vi que não. Eu fiz absolutamente tudo possivel para aprender a amamentar o meu bebe, mas mesmo assim tive dificuldades. E as primeiras 2 semanas são bem dificil e cansativa e todo mundo quer dar palpites...muito chato! Eu sei que fiz o meu melhor e não sinto nenhuma culpa. Amamentei por 3 meses, gostaria de ter amamentado por 6 meses, mas infelizmente não foi possível. Agora com mais experiencia, tenho certeza que com a segunda gravidez será mais tranquilo e fácil.

    ResponderExcluir
  73. Nossa Renata foi maravilhoso ler este post... Meu baby nasceu dia 25 de outubro de 2012 e fiquei desesperada porque ele não conseguia sugar meu seio... acho que porque não tenho bico... E tentei de tudo também mas quando ele conseguia pegar o seio mamava quase 1 hora e não sustentava... continuava chorando com fome!!! Foi aí que comecei a ordenhar e complementar com NAN... APTAMIL...!! Sofri e até hoje (Leite Materno secando =/) sofro muito preconceito até hoje... porque algumas pessoas NÃO ENTENDEM e acham que tomamos essa decisão por comodismo.. e aí julgam sem saber!! E então ler este post me deixou muito feliz porque vi que não sou a única que passou por isso!!! Qual leite em pó você usa? Parabens pelos seus pequetitos SÃO LINDOS!!! e eu ADOROO seu BLOG!!! Bjss Prii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUE BOM PRI, EU USO O NAN HA MAS MEU PEDIATRA JA MANDOU MUDAR PRO ENFAMIL , ELE DISSE Q E O LEITE MAIS
      COMPLETO
      NAO LIGUE PARAO Q OS OUTROS DIZEM OU PENSEM, VC SABE Q TENTOU DE TDO E QUE AMA SEU FILHO, TENHA CERTEZA Q ELE TERA MTA SAUDE TB

      Excluir
  74. Anônimo11:37

    oi, Renata!
    Li todos os comentários acima e, como ninguém tratou disso ainda, resolvi escrever para dar uma dica que me ajudou muito a manter a amamentação da minha filha. Desde o início tive pouco leite e ela estava com dificuldade de ganhar peso. Não me conformava em ter de desmama-la e fui buscar informações. Em blogs da internet conheci a tecnica da translactação, em que a criança mama o complemento (leite materno ordenhado ou leite artificial) por uma sonda, junto com o peito da mãe. Quem tiver interesse pode ler os detalhes no blog "Pequeno Guia Prático para Mães sem Prática". Fiz isso com minha bebê dos 2 aos 6 meses e hoje ela tem 8 meses e ainda mama no peito, com complemento na mamadeira 2 vezes ao dia. Minha experiência é que é muito cansativo e desgastante, mas vale a pena.
    Mamães com dificuldades, busquem informações, alternativas e ajuda especializada e insistam tanto quanto o coração de vocês aguentar. Vale a pena cada dia a mais que seu bebê receber ao menos um pouquinho do seu leite.
    Um beijo carinhoso
    Marília Mader

    ResponderExcluir
  75. Anônimo11:44

    Rê,
    Só pra complementar o meu post anterior, uma grande ajuda para mamães com dificuldade de amamentar são as reuniões semanais GRATUITAS do grupo Matrice, às sextas-feiras, das 13:30 às 15:30, na Rua Simão Álvares, 951 - Vila Madalena, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3032-2323 ou (11) 994-447-590.
    Um beijo!
    Marília Mader

    ResponderExcluir
  76. Anônimo11:56

    Oi Renata, seu relato foi válido para muitas mamães que tiveram dificuldades com a amamentação, especialmente porque deu abertura ao tema e oportunidade para que os problemas pudessem ser compartilhados, porém acredito que o que acontece na grande maioria dos casos é a falta de paciência e persistência, pois para muitas pessoas é muito mais fácil acreditar na ideia de que não tem leite, que o leite é fraco ou que o bebê não pega o peito e dar início ao complemento ou a nem chegar a complementar, passando a alimentação exclusiva com leite em pó.
    Meu nome é Marina Maia, sou pediatra, estudo muito sobre esta questão e o que posso dizer me baseando em tudo o que aprendi em livros, congressos, cursos, colegas pediatras, obstetras e relatos diários com minhas pacientes é que não existe leite fraco, tampouco mãe sem leite. O que muitas vezes existe é falta de informação, acompanhamento e estímulo para que as mães não desistam de amamentar seus bebês até, pelo menos, 6meses. Para umas é uma beleza, para outras é uma via crucis, isso todos nós sabemos e suas leitoras muito bem relataram. Para as mães que sofreram ou vem sofrendo, o importante é ter boa vontade e acreditar que com paciência vai dar certo, apenas no último dos últimos dos casos é que o complemento deve ser iniciado, o que geralmente acontece com mães que fizeram plástica (redução) no seio. As de silicone conseguem amamentar sim, sendo raros os casos em que não puderam. Conclusão da história: mamães que estão com dificuldade, não desistam, pois em pouco tempo vocês vão perceber que dá certo sim, aconteceu comigo e acontece todos os dias com minhas pacientes e mães do mundo inteiro!! Por outro lado, tive pacientes que desistiram mesmo, pois era mais fácil dar o leite em pó (dado pela babá ou enfermeira), para dormir a noite inteira, sair de casa tranquilamente, comer livremente sem se preocupar com as temidas cólicas dos bebês e não ter a "obrigação" de estar a disposição de seu filho para dar de mamar a hora que ele quiser. Mas essas mães foram apenas relaxadas e tranquilas com essa questão, não amaram menos seus filhos do que aquelas que batalharam para amamentar! É isso, espero ter ajudado as mães que estão querendo desistir e não ter chateado as que já desistiram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo15:00

      Mariana concordo com tudo que disse , acho importante ressaltar a o problema das mamães que não tem o bico do seio proeminente, como deve ser o caso da Renata. è super importante que as obstetras verifiquem os formatos e indiquem um preparo pre parto. existem protetores que ajudam a moldar o bico e facilitam a amamentação que é essencial não somente para o sustento mas também para fortalecer o vinculo mãe-filho.

      Excluir
    2. Anônimo22:20

      Dr.a Mariana, fica a duvida: e qto a questao fisioanatomica da mama? Eu falo dos ductos mamarios que Sao de 15 a 20 canais que conduzem o leite ateh a papila. Cada anatomia de seio eh de um jeito. Conheco uma fisioterapeuta que nao conseguiu amamentar o primeiro filho porque tinha tipo cicatrizes em seus ductos mamarios. Outra, que tinha leite, mas nao o suficiente para o filho que precisava de mais leite do que a mama dela produzia. Descobriu-se mais tarde que se tratava de um problema de ductos entupidos. Mudando da parte anatomica para um outro problema: alergia a proteina do leite. Conheco uma crianca que nao pode mamar leite materno e teve que partir para o NeoCat. Existem muitos outros problemas a serem encarados nao como frescura e sim como realidade.

      Excluir
  77. Paola18:07

    Muito bacana o post e a sua sinceridade também. A melhor coisa que aconteceu na minha vida foi o nascimento das minhas filhas mas amamentar não foi. Não tinha paciência e resolvi parar. Essa minha atitude não me faz uma péssima mãe e não sou frustada por isso...até porque minhas 3 filhas são super hiper mega saudáveis e filhos de amigas minhas que foram amamentados única e exclusivamente no peito viviam doentinhos. Um Feliz Natal a vc.

    ResponderExcluir
  78. Nossa, que luta, hein! Mas graças a Deus vc venceu, né? Obrigada por compartilhar. Não tenho filhos nem perspectiva de tê-los, mas aprendi muito com seu relato e acho que muitas outras pessoas tb. Nunca entendi direito pq algumas pessoas não amamentavam e eu realmente acabava julgando, mas mudei a minha postura graças ao seu post. Bjo!

    ResponderExcluir
  79. Anônimo12:03

    Aconteceu a mesma coisa comigo!
    Meu filho emagreceu quase meio quilo mamando no meu peito quando o pediatra mandou dar o leite artificial. No começo chorei horrores pois depois da mamadeira ele não quis mais meu peito. Eu não gosto muito de falar isso mas a mamadeira é bem mais pratica! Quando nosso bebe tinha 20 dias meu marido sofreu um acidente, como ele mamava na mamadeira, eu podia sempre visitá-lo no hospital pois o bebe não precisava exclusivamente de mim.
    No proximo filho acho que nem vou pensar muito e logo vou alternar a mamadeira com o peito pois é um trauma uma pessoinha tão pequena passar fome! Pelo menos pra mim foi!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  80. Anônimo12:06

    Ahhh, o que falam sobre o leite artificial pra mim é mito pois todas as crianças que conheço que tomaram, dificilmente ficaram doentes! Inclusive meu filho que também nunca tomou antibiótico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo12:39

      ERICA INGRID.


      OLHA GENTE VCS NÃO IMAGINAM COMO ESTOU ME SENTINDO ALIVIADA AGORA LENDO ESTE POST, POIS QUASE ME DESESPEREI POR NÃO CONTINUAR AMAMENTANDO MEU 2º FILHO, POIS JÁ NÃO TINHA CONSEGUIDO COM A 1ª.ATÉ 1 MÊS CONSEGUI NUMA BOA AMAMENTAR O MATEUS, MAS DEREPENTE PARECIA QUE ELE TAVA COM A CHUPETA NA BOCA, FAZIA TANTA FORÇA E CHORAVA MUITO, FICAVA TÃO IRRITADO, E ISSO SE REPETIU POR 3 DIAS E 3 NOITES DIRETO.E RAPIDINHO EMAGRECEU.FIQUEI FRUSTADA POIS SABIA QUE TINHA QUE DAR COMPLEMENTO. NÃO TEVE JEITO. EU ANDAVA PREOCUPADA COM MEU PAI QUE ESTAVA EM DEPRESSÃO, ACHO QUE ISSO PESOU UM POUCO NA PRODUÇÃO DO MEU LEITE. MAS PERGUNTA SE ALGUEM VER ISSO, SÓ ENCHERGAM QUE SOMOS DESNATURADAS E INCAPAZES. POIS BEM, LOGO SE TRANQUILIZOU E COMEÇOU A DORMIR MELHOR. SÓ QUE INFEZLIMENTE COMEÇOU COM UM NARIZ ENTUPIDO E TIVE QUE LEVAR AO PEDIATRA, QUIE LOGO ME CRITICOU, ME COLOCANDO BEM ABAIXO DO CHÃO POR EU DAR LEITE EM PÓ. E AINDA DISSE QUE ESTARIA GRIPADO POR FALTA DE MAMA, SEM NEM MESMO CONSULTAR A CRIANÇA. DEPOIS FOI CONSTATADO QUE TEM ALERGIA E QUE ERA HEREDITÁRIO. ENTÃO, NÃO TEM NADA HAVER, CRIANÇAS QUE MAMAM TB ADOECEM, EU CONHEÇO MUITOS CASOS DE VIZINHOS E FAMILIARES. E ESSES PEDIATRAS DEVERIAM SEREM MAIS CAUTELOSOS,POIS NÃO CONVIVEM PRA SABER O QUE REALMENTE ACONTECE.

      Excluir
  81. Anônimo22:59

    re amei o seu texto! nao sou mae, ainda, mas um dia serei! e sobre o parto, voce escreveu algo? gostaria muito da sua opiniao, que sei que sera sincera, sobre o tema! :)

    beijocas e bom ano!

    seus filhos sao lindos! farto me de rir com as fotos da duda!!!

    ResponderExcluir
  82. Parabens pelo relato sincero.

    ResponderExcluir
  83. Anônimo17:00

    Olá Renata, passei por algo bem parecido, consegui amamentar meu filho ate 5 meses usando o bico de silicone e complementando com nan... nao foi facil, fiz o que pude, mas é mto triste ver como a midia e a sociedade pregam que maes que nao amamentam ou usam leite artificial fazem isso por preguica ou comodismo..o que esta longe de ser verdade.. beijos

    ResponderExcluir
  84. Olá Renata! Li a materia que escreveu quando estava grávida de 8 meses do meu principe Filipe! E gostaria de agradecer ter feito seu comentário, pois me ajudou e muito pisicologicamente. Durante os primeiros dias achei que iria tirar de letras, mas após o 3º e 4º dias, que é quando o leite sobe e deixa nosso seio quente e todo dolorido, começou nosso martilho, meu e do bebe! pois ele chorava de fome e eu ficava estressada com todos dando suas opiniões diferentes... sendo que tudo que eu mais queria era saciar a fome do meu anjo. Meu peito empedrava e o bico rachou todo, e como aconteceu com você, meu bebe também acabou por sugar tanto que vi por várias vezes, sangue na boquinha dele ou na frauda quando ele terminava de mamar. Conclusão, tentei de tudo, tirar o leite e dar no biberão, passava o dia com o peito de fora, hora amamentando, hora tirando leite, até os dois meses, e após todo sofrimento fui aos poucos dano suplemento "leite artificial" e materno no biberão. Hoje ele tem 4 meses, toma apenas suplemento, e vais começar coma a sopa e papas. Meu filho esta Feliz vesse na carinha dele, saudavel e crescendo como deve ser! O que tenho a dizer é: a mulher que consegue amamentar até os 6 meses ou mais "Parabéns!" mas não julgem quem não conseguiu, pois a sensação de impotência é tamanha que eu até evitava dizer que ele estava mamando leite articial. Hoje sei que fiz a melhor opção para meu bebe! vejo isso na carinha dele todos os dias!
    Mais uma vez obrigada Renata!
    Há mais uma coisinha, ADORO vosso Blog!
    Beijinhos e até mais...

    ResponderExcluir

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...