25 de jul de 2013

Mãe blogueira



Meninas, nas minhas visitas diárias, achei esse texto  no blog Diiirce , e quis dividi lo  com vocês mães,  que assim como eu se cobram e recebem muitas cobranças desse tipo.




 Texto:

Já não bastam as noites mal dormidas por filho que te acorda querendo mamar, ou ser ninado. Já não bastam os estresses comuns à maternidade. Agora as mães precisam ter blog.
E é esse tipo de blogagem que tem deixado o fardo da maternidade cada dia mais pesado.
Já não basta apenas ser mãe.
É preciso entrar em trabalho de parto, parir em casa, amamentar exclusivamente até o sexto mês, entrar com papinhas orgânicas, recusar qualquer inserção de adoçante, corante, conservante, qualquer ante que vá modificar o alimento da criança. É preciso amamentar até o dia do vestibular.
Não pode chupeta, não pode mamadeira, não pode compartilhar cama, não pode mandar para a casa da vó, não pode creche.
A mãe precisa trabalhar de casa (e ganhar um bom dinheiro com isso para ser independente), precisa deixar a casa um brinco, com seu detergente e seus produtos de limpeza feitos em casa, biodegradáveis, naturais. Não pode ter empregada, tem que dar conta de tudo. E não pode reclamar.
É preciso ter paciência com as crianças, brincar com brinquedos feitos com sucatas, estimulá-las com bolas, fios e giz-de-cera caseiros. Nada de brinquedinho da moda, nada de TV, nada de aplicativos.
Mãe boa não manda criança para a creche ou para a casa da vó. É preciso estudar em casa. Ser bilíngue, ser musicalizado, socializado, disciplinado. Não pode fazer birra, não pode ser agressivo, e tem que ter senso crítico e de estética aos 3 anos de idade.
Para ser exemplar, a mãe precisa tirar fotos profissionais de suas crianças, no seu quintal todo arborizado, enquanto elas plantam as sementes de chicória que comerão disciplinadamente na hora do almoço em família. E não bastam fotos tratadas dignas de capa de revista. Tem que compartilhar nas redes sociais. Tem que receber 1429 coraçõezinhos.
É preciso exibir sua barriga chapada e seu corpo delgado 15 dias depois do parto. É preciso compartilhar seu prato de salada, seguido de um chocolate belga caríssimo.Tem que ser linda, de cabelo feito, maquiada às 6 da manhã, bem vestida. E as unhas nunca descascadas, pois o esmalte é gringo. Assim como seus demais produtos de beleza.
Não basta ser mãe, não basta ter filhos, não basta ter blog, não basta exibir sua vida perfeita de comercial de margarina. É preciso saber programar, ter noções de SEO, ter views, seguidores, fãs. Uns dois mil no mínimo. Tem que publicar lista de enxoval, guia de desfralde, dicas de amamentação. É preciso profissionalizar o blog, ganhar amostras, ir a eventos, sair em fotos.´
É preciso compartilhar uma vida magistral, sem máculas.
Afinal de contas, quem é que gosta de expor seus defeitos?
Convenhamos.
A beleza da maternidade está na imperfeição.
Na falta de saco para amamentar, na falta de tempo para brincar, na pia cheia de louça, na pilha de roupa que você não vai passar, na falta de grana, no esporro que você deu porque seu filho derrubou o suco no chão limpinho. Na falta de vontade de cozinhar e o almoço vai ser fast-food mesmo, com direito a brinquedinho, para você se sentir menos culpada. E vai ter suco de caixinha!
Ninguém publica isso. Ninguém tira foto do filho brincando no tablet. Ninguém compartilha sua foto de pijama, com cabelo desgrenhado, desabafando pelo blog, enquanto tem filho chorando pedindo colo.
A maternidade é assim: imperfeita, inacabada. Ainda que bela e divina, exatamente por isso.
Não postamos sobre nossas falhas, mas buscamos no Google a fórmula mágica para lidar com elas.
Talvez se fôssemos mais verdadeiras, mais sinceras em nossos blogs, não teríamos tantos sorteios, tantos anunciantes. Mas levaríamos a vida mais leve, teríamos mais disposição para aquela dedicação maternal. Teríamos mais amigas, em vez de fãs. Teríamos mais companheiras, em vez de seguidoras.


Muito legal
Adorei!!!!
XOxo
Renata







19 comentários:

  1. P.E.R.F.E.I.T.O!

    Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo23:20

    Antes de engravidar eu já sabia que tentar ser mulher maravilha seria uma grande roubada. Ninguem vive feliz assim...
    Então larguei o trabalho após minha licenca acabar, pra cuidar de perto do meu filho. Apesar das mihares de críticas q recebi, percebi q me sentiria culpada das duas maneiras, trabalhando ou não. Então parei, pensei e optei pelo q me faz mais FELIZ....bjus

    ResponderExcluir
  3. Anônimo23:34

    Amei o texto, muito booom!!!
    Keyla Farias

    ResponderExcluir
  4. Quase chorei e olha que nem tenho blog, rsrs, mas ela disse td!!! Tenho duas meninas que amo mais que td, mas a imperfeição faz parte da maternidade!!
    Bjos e adorei a sua coragem em colocar aqui um texto tão forte!!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo texto!!!!

    No futuro saberei o que é isso! Rsss


    Convido suas leitoras para um sorteio especial no meu blog!!!

    http://luanabalbine.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Anônimo10:36

    Rêe, acho q vc passa um pouco dessa "imprefeição" no seu blog, pq muitas das suas fotos mostram o qto vc é mãezona e que vive uma vida não muito diferente da nossa...por isso sou sua fã, e não sua seguidora!
    Bjsss t gosto - LU/RS

    ResponderExcluir
  7. maravilha! somos humanas, mortais e cheias de falhas e nao devemos nos culpar por isso

    ResponderExcluir
  8. Anônimo14:09

    Oi Rê e Lu,
    Nunca comento, mas hoje tive que comentar! Acho que textos como esse fazem o blog valer a pena! Uma crítica construtiva, na verdade, um conselho/pedido: cuidado para não transformarem o blog em uma grande vitrine de roupas e publiposts. Vocês são mais que isso...
    Bjs Nat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza nat tomamos mto esse cuidado tks pela dica

      Excluir
  9. Anônimo16:05

    Eu adorei.. e o pior é quando não somos perfeitas cobramos de nós mesmas.. qdo fica brava fica triste.. pensando que poderia ter pegado mais leve.. qdo pegamos mais leve eles não nos ouve.. enfim.. estamos numa situação complicada.. por isso tenho um filho só.. ta bom d+.. vale por dois. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahaahhahaahahahaaaah nasce o filho , nasce o sentimento de culpa... nao tem jeito , mas mae se erra, eh querendo acertar, por isso ta valendo
      xoxo

      Excluir
  10. Anônimo22:12

    Amei o texto!!

    Re e Lu, falando das imperfeições de ser mãe.. vcs podiam fazer um post compartilhando sobre educação né? como lidar com as birras, se existe o castigo e essas coisas mais..
    sei que o foco do blog não é este, mas gostaria de saber como vcs fazem!
    Enfim, fica a dica de um post heeh

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POde deixar vou fazer sim, eeu recebo varios emails pedindo esse tipo de post

      Excluir
  11. Adorei o texto, também acho que seria legal vocês dividirem com a gente essas imperfeições que vocês vivem com a maternidade!!! Sou mãe de uma menina de 1 ano e sinto isso tbm temos que ser sempre perfeitas .

    ResponderExcluir
  12. Simplesmente maravilhoso o texto. Ser mae nao e facil. Junto com o filho, nasce uma mae e um sentimento de culpa eterno. So temos que entender que somos imperfeitas, mas que fazemos os nosso melhor sempre. Essa "profissionalizacao" das maes, tem feito com que cada vez fiquemos mais frustadas. Ao inves de entendermos que um simples sorriso dos nossos pequenos vale por tudo, estamos sempre achando que o que fazemos e pouco e que temos que dar conta de tudo. Sem neuras, somos sempre as melhores maes do mundo justamente pelos erros que cometemos tentando acertar. Obrigada por compartilhar conosco um texto tao lindo.
    Bj

    ResponderExcluir
  13. No instante em que nasce uma mae, nasce tambem um sentimento de culpa eterno. Essa "profissionalizacao" da arte de ser mae tem feito com que fiquemos cada vez mais frustadas. Nos esquecemos que o sorriso dos nossos pequenos e que faz tudo valer a pena, e achamos que estamos sempre falhando em alguma coisa e que temos que conseguir fazer mais e mais. Sem neuras, seremos sempre as melhores maes do mundo exatamente pelos erros que cometemos tentando acertar. Sao esses pequenos defeitos que mais tarde nos levara a dar muitas risadas junto com nossos filhos, afinal a perfeicao nao tem graca.
    Obrigada por compartilhar tao lindo texto.
    Bj. Alliny

    ResponderExcluir
  14. Fiquei mt emocionada com esse texto. Adoro vocês duas. Quando crescer quero ser igual a você Renata. Haha <3

    ResponderExcluir
  15. Se vocês querem ler um blog de mãe reais, que não conseguem esmaltar as unhas, pois vão ao salão e ficam fazendo malabarismo com a filha no colo, recomendo o "vai ter neném". Tem dias que gente se vira nos 30 pra ter tempo de tomar um banho! A maternidade é maravilhosa, linda, ser mãe é a minha maior realização, mas está longe de ser uma propaganda de eletrodomésticos dos anos 50 em que mostra a esposa de salto-alto segurando o bebê num braço e passando aspirador com o outro, não é meninas? Espero que gostem! Beijos

    http://vaiternenem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...